Edição 170

Clique na imagem abaixo para folhear nossa revista



CURTA NOSSA PÁGINA

VOCÊ ESTÁ EM: HOME / ENTREVISTA /

Disrupção no mercado imobiliário

Foto:Xavier Neto

Disrupção no mercado imobiliário

TARRAF inicia novos desafios em 2018 com projetos arrojados e gestão familiar profissionalizada

SEM LEGENDA

A TARRAF inicia 2018 em total disrupção com os padrões adotados pelo mercado tradicional da construção civil e, assim, abre novos caminhos com conceitos contemporâneos.
Há 68 anos no mercado, com atuação em várias áreas, a empresa se destaca com mais de 30 mil unidades imobiliárias e mais de 1,5 milhão de metros quadrados de área construída em todo o país.
As expectativas positivas para 2018 se resumem no constante equilíbrio entre oferta e demanda, além, claro, da liberação do crédito imobiliário e dos programas de baixa renda do governo federal. “Teremos muitos lançamentos, porém, atendendo às necessidades do mercado, sem sobressaltos, com os olhos voltados para os detalhes, oferecendo empreendimentos de qualidade, construídos de forma sustentável e com foco no longo prazo”, ressalta Olavo Tarraf, presidente da TARRAF.
No “radar” da TARRAF, estão previstos novos empreendimentos, como loteamentos abertos e fechados, projetos do Minha Casa Minha Vida, edifícios residenciais e condomínios de médio e alto padrão, buscando soluções que agreguem valor aos produtos ofertados. O VGV - Valor Geral de Vendas -, contratado e projetado para novos negócios, é de R$ 2,6 bilhões nos próximos anos.
A atual fase da empresa está atrelada à transformação imposta pela era digital, que trouxe e trará mudanças significativas no comportamento das pessoas, como os novos aplicativos revolucionários das empresas de startups, carros elétricos e auto-dirigíveis. “Estamos atentos em tecnologia e novas possibilidades em conceito de moradia”, diz.
Prova disso é a nova sede da organização, que será instalada no Duo JK Square, em uma área de 700 metros quadrados, com design arrojado, espaços colaborativos para atendimento de clientes e toten com tela touch screen, em que serão disponibilizados todos os projetos da companhia.
Inovação também estará presente na gestão da empresa com a ascensão de Olavo Tarraf Filho, ao cargo de vice-presidente da empresa – ele chega para dirigir as operações, enquanto o pai, Olavo Tarraf, direciona as estratégias de longo prazo. É a sucessão familiar programada, processo decisivo em empresas de gestão profissionalizada que pensam no futuro da organização.
O avanço da empresa, rumo ao futuro, aposta e investe na retomada do mercado imobiliário nacional e na estabilização econômica no Brasil.

Acompanhe a entrevista concedida à Ala Vip Magazine.

O mercado imobiliário teve fases díspares nos últimos anos. Quais foram as principais iniciativas da TARRAF para se manter em posição de destaque no setor, mesmo em momentos de economia desfavorável?

Olavo Tarraf - A melhor estratégia de negócio em um momento de crise é manter a calma e enxergar as oportunidades, sempre há um nicho a ser explorado. Prezamos em fazer negócios com cautela e segurança, sempre visando à solidez empresarial e credibilidade com o cliente. Porém, ao mesmo tempo, sendo arrojados nos projetos, com imóveis que proporcionem diferenciais de mercado e experiências únicas em moradia.

O estilo de vida da sociedade contemporânea, em conjunto com os atuais conceitos arquitetônicos, fez com que surgissem edifícios imponentes, mas com plantas mais reduzidas, como é o DUO JK. Qual o seu ponto de vista em relação a benefícios para os moradores? 
Olavo Tarraf - É uma lacuna do mercado que a TARRAF está preenchendo. São imóveis que podem ter a sofisticação e praticidade que outros não possuem, atingindo a parcela da população que mora sozinha, casais modernos e famílias pequenas. Os principais benefícios são a liberdade nos serviços domésticos, o bem-estar e os novos relacionamentos nos ambientes compartilhados.

Na contramão do conceito mais reduzido de plantas, os edifícios lançados pela TARRAF, ao longo da história, continuam ocupando patamares bastante reconhecidos pela qualidade e pelos espaços privilegiados. Nota-se, portanto, que o alto padrão independe de espaços. No entanto, existem projetos da TARRAF para empreendimentos de apartamentos maiores com o mesmo conceito de modernidade?
Olavo Tarraf - Sim, estamos sempre acompanhando as tendências, dentro e fora do país. Em cada projeto, inserimos ideias inovadoras e exclusivas, com a mesma proposta de “praticidade e bem-estar”. Para Rio Preto, lançaremos um novo condomínio de luxo, com apartamentos de alto padrão, em uma área ao lado do shopping Iguatemi, com projeto assinado pelo premiado escritório de arquitetura, Königsberger Vannucchi. Serão duas torres, com arquitetura contemporânea inspirada nos modernos empreendimentos da Flórida (EUA).

O DUO JK deu novos ares à atmosfera urbana de São José do Rio Preto. Com certeza, Votuporanga, também terá o mesmo efeito com a entrega do empreendimento Manhattan. Quais são os demais planos de lançamentos para a região?
Olavo Tarraf - Tanto o DUO JK quanto o Manhattan City Home proporcionaram um novo conceito de moradia que foi muito bem-aceito pelos nossos clientes, com diferenciais em lazer, aproveitamento de espaço e muito mais. Rio Preto e Votuporanga são cidades em franco desenvolvimento econômico. Teremos outros empreendimentos além desses e estamos contribuindo com nossa experiência para levar inovação e qualidade de vida. Em outras cidades importantes da região, como Araçatuba e Catanduva, já estamos com projetos prontos a serem lançados. Quando começamos um trabalho na cidade, objetivamos em longo prazo.

Você é um empresário bastante dinâmico. De onde vem o afinco para o trabalho? Quem são as pessoas que mais o incentivaram e quem admira como empresário?
Olavo Tarraf - Aprendemos, desde a infância, na cultura familiar libanesa-cristã, que só o trabalho dignifica o homem. Amo o que faço. A gente cria o futuro. Eu só vendo aquilo que compraria e todos nós temos o poder da realização, mas poucos acreditam nisso. Direciono-me pela fé e pelos ensinamentos de Cristo, inspiro-me em todas as experiências do mundo afora e, quando as trago para a nossa região, busco fazer a tradução, ou seja, uma releitura para a nossa realidade. Admiro empreendedores que transformam a realidade, trazendo inovações que mudam os hábitos e as culturas de uma sociedade, como Steve Jobs e Elon Musk.

Segundo as entidades que representam o setor, o mercado imobiliário será favorável em 2018. Quanto vocês esperam crescer? Como esperam atingir esse crescimento?
Olavo Tarraf - A nossa intenção de crescimento se dá em função do cenário econômico do Brasil que estamos esperando. Se ocorrer a retomada do crescimento, voltar as ofertas de créditos imobiliários a juros atraentes e houver continuidade dos programas habitacionais do governo federal, estamos com projetos e equipe preparados para dobrar o volume de lançamentos realizado em 2017.  

A nova fase da TARRAF é marcada por novidades na gestão. Como será em 2018?
Olavo Tarraf - Essa nova fase é marcada pela chegada do meu filho, Olavo Tarraf Filho, ao cargo de vice-presidente da empresa. Nossa intenção é que Olavo Filho direcione todas as operações e eu as estratégias de longo prazo. Olavo Filho é um empreendedor de atitudes, é jovem, motivado para o trabalho, gosta de aprender, conhece bem a empresa, pois está aqui desde os 18 anos de idade. Gabriela Tarraf, minha filha, também está finalizando pós-graduação em Gestão de Marketing na Puc-Rio, o que complementará sua formação em Administração de Empresas pelo Insper. Essa especialização ajudará muito no planejamento de estratégias táticas de marketing on e offline. Ela também atua na empresa desde 2012, trazendo sempre muita energia e ideias inovadoras. Essa harmonia e entrosamento na gestão geram foco e boas perspectivas de sucesso ao negócio.

Para finalizar, o que a TARRAF quer transmitir com a mudança na logomarca da empresa?
Olavo Tarraf - Para simbolizar tudo isso, neste ano de 2018, precisávamos de uma nova roupagem, que mostrasse a evolução da empresa. As letras estão fora da caixa, soltas, mostrando que estamos mais abertos e mais próximos das transformações. Nosso foco é pensar fora da caixa, buscando novos conceitos e inspirações. De olho no futuro, agora. Estamos vivendo novos tempos. Estamos otimistas com a retomada do rumo da economia brasileira, e temos confiança que estaremos acompanhando, aprendendo e contribuindo para o desenvolvimento da região.




Veja Também