Edição 148

Clique na imagem abaixo para folhear nossa revista



CURTA NOSSA PÁGINA

VOCÊ ESTÁ EM: HOME / ENTREVISTA /

Denilson César Marzocchi

Entrevista
Fotos: Milton Flávio

SEM LEGENDADenilson César Marzocchi

Empresário fala de sua história de ascensão e seu ponto de vista em relação ao mundo dos negócios em um momento de economia em declínio

Nascido em São Caetano do Sul, na grande São Paulo, aos onze anos de idade passou a viver em São José do Rio Preto, com seus pais e suas três irmãs. Filho de uma advogada e de um comerciante no setor automotivo, Denilson César Marzocchi teve uma infância típica das crianças dos anos 1970, motivo que considera um grande privilégio, pela maior liberdade, segurança e pelas brincadeiras de rua. De família italiana, orgulha-se da educação recebida pelos pais, principalmente, dos exemplos de humildade e respeito ao próximo. “Com eles também aprendi, desde cedo, a lutar pelos meus objetivos. Comecei a trabalhar aos 14 anos e obtive experiência, de office-boy a bancário, em empresas de diversos segmentos”, comenta o, hoje, empresário de 48 anos, proprietário de uma das mais renomadas empresas do setor de autopeças para caminhões. “Acredito que a infância e a adolescência têm muita influência do que nos tornamos no futuro. Quando garoto, gostava de observar meu pai trabalhar com oficina mecânica. Minha família tinha uma propriedade rural, o que era um verdadeiro ‘parque de diversões’ para mim, com tratores e implementos agrícolas. Em 1990, comecei a montar minha empresa. Na verdade, comecei a vender peças de forma bem pequena, no fundo de minha casa. A experiência adquirida em grandes empresas, como a ‘Rodobens’, e muitas outras que tive a oportunidade de aprendizado, proporcionaram-me ‘know-how’ administrativo para gerir meus negócios. Tudo partiu de um sonho e, sempre acreditei muito que nada seria possível se não acreditasse, se não tivesse vivido tal sonho. Assim surgiu a ‘Noroeste Autopeças´”, revela o empresário, que também já fez parte da Diretoria da “ACIRP (Associação Comercial e Industrial de Rio Preto)”, é atual presidente do “PSD (Partido Social Democrático)” em São José do Rio Preto e é membro atuante do “Rotary Club Palácio das Águas”.

Ala Vip - A experiência de mais de 25 anos no mesmo setor empresarial proporciona sabedoria para lidar com momentos de economia instável, como a que o Brasil passa atualmente?
Denilson  - Sem dúvida. Mas, nunca pensei em desistir. Em toda a história da empresa, lembrava-me de quando havia começado, sem capital de giro, apenas atendendo clientes com produtos a pronta-entrega. Na verdade, ser empresário nunca foi uma tarefa fácil, mas a sede de ‘atravessar o mundo’ na busca pela realização pessoal e adquirir conhecimentos é imensa. Penso sempre que há algo a mais que pode ser feito. É preciso sempre criar, gerar, independente de crise. Penso que Deus me concedeu a oportunidade paraentender qual é a minha missão e, por isso, exerço meu papel com muita força e dedicação. É preciso observar mais nosso eu, pois nada acontece por acaso. Atualmente, vivemos em um cenário muito negativo na economia, resultado de um governo com falta de responsabilidade, ética e uma corrupção instalada como nunca vimos na historia deste país. Sei que vamos superar esse momento, e o desgaste e o custo varia muito de um segmento para outro. Existem atividades que estão prosperando, outras sofrendo mais com esse processo. De modo geral, não está bem, pois precisamos rever os processos em nossas estruturas e promover mudanças acertadas. Em momentos como esse, também surgem as oportunidades e os negócios mudam de mão. O Brasil é um país jovem e, apesar de termos mais de 500 anos, temos somente 200 de colonização. Se olharmos a história muitos países também passaram por corrupção, guerras, revoluções, claro que isso não é uma regra, mas, infelizmente, essa é a história em sua maioria. A maturidade de uma sociedade e governo requer tempo, leis e cultura. Infelizmente vivemos essa fase.

Ala Vip - Sua área de atuação é composta por diversas empresas. Como lida com a concorrência?
Denilson - A concorrência saudável é sempre importante e desafiadora. Ela nos concede estímulo e também parâmetros para a nossa própria atuação. Desde o início, sempre me referenciei nas grandes empresas de minha área. Meu objetivo sempre foi fazer o melhor trabalho dentro de minhas possibilidades e ser reconhecido e respeitado. Tenho muito orgulho por gerar dezenas de empregos. Mas, como disse, é preciso nunca se limitar. Tem sempre uma porta aberta esperando a gente entrar. Vivemos em uma cidade modelo para o Brasil, repleta de oportunidades e de talentos. São José do Rio Preto é uma forte referência econômica, social, comercial e industrial. Acredito em nossa cidade, em nosso povo, fração que contribui muito na engrenagem produtiva de nosso país.

Ala Vip - Como membro do Rotary Palácio das Águas, como vê o papel dos clubes de serviços e instituições de classe do município?
Denilson - Considero indispensável tal trabalho desenvolvido pelos Rotarys, Lions, Lojas Maçônicas e inúmeras entidades. É da cultura do rio-pretense ajudar, contribuir com o bem-estar das pessoas. Certamente, não seria a mesma cidade se não fosse o trabalho filantrópico. Minha experiência em meio a tantos rotarianos é sempre um grande aprendizado, de lealdade e compromisso com a nossa comunidade.

Ala Vip - Você já teve ou tem pretensões políticas?
Denilson - Sou presidente do PSD e tenho muito orgulho de possuirmos um grupo diferenciado, que pensa sempre em situações que promovem o bem para nossa cidade, com respeito, justiça e honestidade. Aprendi a ver a política de um ponto de vista diferente. De forma mais precisa, conheci mais sobre os deveres e reais compromissos a que se deve um político. No entanto, não tenho a menor pretensão política. Sou realizado como empresário e jamais assumiria um cargo sem ter tempo hábil para prestar um exercício que merece ampla dedicação.

Ala Vip - Caso não fosse empresário, que profissão imagina que teria?
Denilson - Talvez engenheiro. Gosto de criação, construção. Também gosto de arte. Quando criança, cheguei a participar de peças de teatro. Até escrevi algumas. Foi muito válida a experiência.

Ala Vip - Existe alguma figura pública, empresarial ou política que você admira?
Denilson - Não costumo ter ídolos ou figuras a ponto de citar como uma referência. Admiro algumas empresas ou perfis culturais de alguns países, mas acho injusto admirar somente uma pessoa, porque existem muitos exemplos que devemos contemplar e seguir. Sabe, de certa forma, todo mundo tem qualidades e defeitos que nos fazem crescer. Costumo olhar para o ser humano analisando mais a nobreza da alma, os gestos, independente de quem seja. Vou dizer algo que se refere a uma experiência própria. Antes de ser empresário, fui por inúmeras vezes humilhado por algumas pessoas. Acabei não concluindo o curso de Administração que fazia, o que, de certa maneira, deixava-me frustrado. Anos mais tarde, encontrei um professor e disse isso a ele. Então ele me falou que eu não precisaria de curso para ser quem sempre fui. “Você saiu melhor que a encomenda”, disse ele. Isso me emocionou. Enfim, respeito todas as pessoas da mesma forma, vivemos e temos projetosem etapas, fases diferentes. Existem indivíduos com potenciais impressionantes, mas que não colocam em prática, o que é um grande desperdício.

Ala Vip - O que é prioridade para você hoje em dia?
Denilson - Cuidar de minha saúde, vivenciar a felicidade da maneira mais justa possível. Afinal, a vida e os momentos felizes são presentes de Deus. Da mesma forma, ver meus dois filhos crescerem e dando a eles o melhor do que aprendi com a vida. Se eles levarem adiante, confesso que serei realizado. Se eles me surpreenderem de forma positiva com novas visões, ficarei ainda mais feliz. Isso porque acredito na evolução das gerações. Sou muito grato a Deus pelo que sou, pelos amigos, pelos familiares e pela equipe de trabalho que tenho. Prioridade para mim é valorizar todos os momentos da vida, como esta entrevista, neste momento. Muito obrigado por isso.



Veja Também