Edição 166 A

Clique na imagem abaixo para folhear nossa revista



CURTA NOSSA PÁGINA

VOCÊ ESTÁ EM: HOME / NOTÍCIAS /

Otávio Arantes - No Chile, cantor sertanejo fala de sua profissão

Profissão
Santiago - Chile
Fotos: Milton Flávio

Otávio Arantes

No Chile, cantor sertanejo fala de sua profissão, shows e projetos que incluem gravações musicais

SEM LEGENDA

A relação com variados gêneros musicais acompanha sua vida desde a infância. Filho de pais e avós apaixonados tanto pela música quanto pela arte de tocar instrumentos, o rio-pretense Otávio Arantes passou da admiração do talento, da voz e do gosto pelos arranjos de sua família, para, já na adolescência, lançar-se na carreira como profissional. “Meu vínculo com a música na infância era tão forte que eu já cantava em homenagens e demais festas do colégio. Da mesma forma, minha irmã, Haline Arantes, cantora há 14 anos, é também uma grande referência para mim. Então, posso dizer que nossas raízes, naturalmente, influenciaram nossas carreiras”, explica o cantor, que, tempos mais tarde, atuou, durante três anos como membro de uma dupla sertaneja (Otávio Henrique e Marcelo) e, durante seis anos, fez parte de renomadas bandas musicais, como a Banda Polaris e Banda Elektra. “Embora a participação com as bandas tenha me aproximado mais com a multiplicidade de gêneros, sempre tive mais aptidão pela música sertaneja”, afirma Otávio, que também tem como influência o talento das duplas Jorge & Matheus, Henrique & Juliano, Matheus & Kauan, além de Luan Santana, Marília Mendonça, entre outros grandes nomes do sucesso sertanejo.

SEM LEGENDA
De férias no Chile, o cantor, que está prestes a lançar novas músicas, revela estar entusiasmado com seus novos trabalhos. “Há tempos venho atuando em busca de letras que julgo interessantes e que, realmente, tenham a ver com minha proposta de trabalho. Prezo pela qualidade musical, em primeiro lugar, e o mesmo ponto de vista que tem todas as pessoas que trabalham e estão comigo nesses novos projetos. Posso garantir a todas as pessoas que acompanham meu trabalho e todas as que sempre torceram por mim, que vão gostar. Tratam-se de músicas que vão de românticas a dançantes, com histórias do cotidiano de pessoas apaixonadas, mas que restringem os clichês e os apelos explicitamente comerciais. Entre os compositores dessas novas músicas - Flashback, Será que é Amor, Trava no meu beijo, entre outras -, há grandes nomes, já consagrados, na área. Agora é controlar a empolgação e investir em tudo o que mais gosto de fazer, que é cantar. Peço a Deus que ilumine mais essa nova fase de minha vida e que me traga a mesma alegria de sempre. Quando subo no palco, em uma formatura, em um casamento, ou mesmo um trio elétrico, ou seja, em festas de diferentes estilos, sinto a mesma emoção. O meu empenho, no momento, é o de retribuir o carinho do público com o que posso tentar fazer ainda melhor, com músicas inéditas. Sou muito grato a minha família e aos meus amigos e parceiros de trabalho por tudo o que já vivi no universo musical. Nunca fui pretensioso, mas, como todo mundo, acredito nos meus sonhos e no meu potencial. Espero continuar tendo o carinho de meu público, que tanto me estimula e me contata por meio das redes sociais, como o meu Instagram @otavioarantesoficial, ou pelo site
www.otavioarantes.com.br”.

SEM LEGENDASEM LEGENDA
Sobre sua estada no Chile, antes de iniciar o período de gravações, Otávio comenta: “Nada melhor que passar uns dias em um lugar tão lindo quanto aqui. A começar pela capital, Santiago, que mescla tão bem sua arquitetura antiga com a moderna. A cidade desperta sentidos, a começar por ter, como vizinha, a Cordilheira dos Andes. Não há como não se apaixonar pela mais alta cadeira de montanhas das Américas, coberta pela neve. É imperdível conhecer as estações de esqui de Farellones e do Valle Nevado e vivenciar uma experiência única. A temporada de inverno reserva uma lista de restaurantes e bistrôs maravilhosos. Como gosto muito da música latina. Aliás, a música Caraluna, da banda colombiana Bacilos, faz o maior sucesso em nossos países vizinhos. É impossível não se render à descontração das casas noturnas da cidade. Outros passeios muito envolventes são os que envolvem as vinícolas, as cidades histórias, as paisagens tão exuberantes e particulares da região. Vale a pena conhecer as tradições, a gastronomia, a cultura e a religiosidade dos chilenos. Portanto, quero voltar para cá o quanto antes!”, finaliza Otávio.




Veja Também