ÚLTIMAS DA REDAÇÃO

VOCÊ ESTÁ EM: HOME / NOTÍCIAS /

Cura para depressão

Atividade física pode curar a depressão

Entre as principais vantagens apontadas está a liberação de hormônios essenciais para o bem-estar

SEM LEGENDA

A Universidade de Atlanta, no estado americano da Geógia, apontou, por meio de pesquisas, que exercícios físicos podem melhorar os sintomas depressivos, recuperar a capacidade física e a independência dos pacientes que convivem com doenças crônicas. Isso acontece pois, durante os exercícios físicos, o organismo libera hormônios essenciais para auxiliar no tratamento da depressão, como explica o personal trainer José Antonio Pinheiro. “A endorfina, popularmente conhecida como ‘hormônio da alegria’, é liberada durante exercícios físicos, promovendo sensação de bem-estar, euforia e alívio de dores”, completa. Outro hormônio liberado pela atividade física é a dopamina, quem tem efeito analgésico e tranquilizante.
Segundo José Antonio, não é preciso horas na academia para obter resultados significativos, apenas de 20 a 40 minutos, duas vezes por semana, pode melhor muito a saúde do aluno. “Andar, nadar e correr geram aumento de energia e motivação, diminuem a tensão, raiva e tristeza. A prática regular de exercícios também melhora o estresse e a qualidade do sono”, diz.
Mas para quem enfrenta a depressão, ir à academia pode não ser uma tarefa fácil, por isso, outro estímulo, além dos benefícios fisiológicos, são as pessoas ao redor. De acordo com o personal trainer, treinar em grupo é ainda mais motivador, uma vez que gera relacionamento entre os alunos e muita troca de experiências. “Encontramos na atividade física em grupos, distração e convívio social, somado com o trabalho em equipe”, finaliza José Antonio.




Veja Também