Edição 147

Clique na imagem abaixo para folhear nossa revista



CURTA NOSSA PÁGINA

VOCÊ ESTÁ EM: HOME / NOTÍCIAS /

Andressa Giachetto

PROFISSÃO
VIVI SAN MARTINO
FOTO: MILTON FLÁVIO

“Meu momento pessoal reflete, diretamente, na criatividade e
na valorização do meu trabalho”

  SEM LEGENDA

Andressa Giachetto

 
Arquiteta fala de sua nova fase na vida pessoal e profissional
 
 
Sempre de bem com a vida e em busca dos melhores resultados em sua carreira profissional, Andressa Giachetto não esconde a felicidade de vivenciar o que considera uma de suas melhores fases. “Em todas as etapas de minha existência, fui movida a desafios. Nunca os considerei como dissabores. Hoje em dia, com mais sabedoria e maior critério de valores, seja emocional ou racional, analiso que a vida não teria o menor sentido sem que pudéssemos lutar por nossas vitórias. E vivenciá-las representa, a mim, um prazer indescritível. 2015, sobretudo, foi um ano de mudanças. Resolvi cuidar de minha saúde, bem como de olhar mais para o meu ‘eu’. Afinal, a vida é um presente de Deus. Sendo assim, temos que abraçá-la e, acima de tudo, valorizar seu lado bom,” comenta a arquiteta, que soma sua experiência a uma década de atuação para conquistar os mais significativos resultados. “Meu momento pessoal reflete, diretamente, na criatividade e na valorização do meu trabalho. Em pouco tempo no novo escritório, em parceria com o meu amigo Arthur Coutinho, conquistamos inúmeros clientes, que reconhecem e confiam em nossas competências e nossos conhecimentos sobre arquitetura, decoração de interiores e paisagismo. Tivemos o apoio do casal Eliana e Rogério Perussini, que nos cederam uma sala na ‘Tecnoead’. Posso dizer que, atualmente, vivo um momento de libertação e novos ares. Novas experiências estão por vir, pois saber trabalhar, aproveitar oportunidades e criar novas relações são fundamentais. Mais que nunca, o papel da arquitetura expressa seu principal fundamento, que é o de proporcionar bem-estar às pessoas, valorizando o que compete a relação do homem com o sentido de viver. Em resumo, com maior presença dos aspectos naturais, como a iluminação e o paisagismo bem-sucedidos. Nesse contexto também há a reutilização de matéria-prima, pois o investimento não é mais feito em grandes proporções de espaço como antes, mas como reflexo de nossa sociedade atual, em praticidade e conforto”, finaliza.



Veja Também