VOCÊ ESTÁ EM: HOME / SAÚDE /

Viver Bem

Viver Bem

Especialistas explicam porque atividades físicas, como a corrida, contribuem com a saúde


Correr sempre esteve entre os exercícios mais praticados no mundo e, mais que nunca, tornou-se uma ótima opção entre os adeptos do estilo de vida saudável. “Um esporte que faz bem, considerando variados pontos de vista físico e mental”, explica o personal trainer, especialista em fisiologia e biomecânica do exercício, Ary Barroso. SEM LEGENDA

“Os resultados positivos são ainda melhores quando é possível, ao praticante, ter orientações profissionais, a começar pelos exames médicos e complementares, como de educadores físicos e fisioterapeutas.
A coaching de emagrecimento, Juliana Santa Rosa explica que correr é ótimo para manter a forma física e também a quem deseja emagrecer. “Manter uma dieta saudável e correr é uma fórmula perfeita de viver bem”, conclui.
A psicóloga Maria Carolina Gatti afirma que a correr é ótimo para o convívio social e afetivo. “Praticar atividade ao ar livre, em contato com a natureza, é uma excelente forma para se sentir mais leve e diminuir a ansiedade”, comenta.

Segundo pesquisa feita pela UERJ - Universidade do Rio de Janeiro, os problemas relacionados à saúde mental estão aumentando em escala preocupante durante o isolamento social. “Casos como a depressão, quase dobraram e os de ansiedade e estresse tiveram aumento muito expressivo neste período de pandemia” acrescenta Maria Carolina.

Médico cardiologista, Dr. Maurício Bicudo afirma: “De uma maneira bem objetiva, a prática de atividades físicas regulares, sejam quais forem elas, anaeróbica ou aeróbica, têm um papel importantíssimo dentro da cardiologia. Os pacientes portadores de doenças muito prevalentes em nosso meio, como hipertensão arterial sistêmica, diabetes e dislipidemia, devem ser encorajados à prática de atividades físicas antes mesmo do que qualquer terapia medicamentosa. É muito importante adotar mudanças no estilo de vida, que inclui prática de atividades físicas regulares, dieta equilibrada específica para cada comorbidade, abandono de vícios, como cigarro, drogas ilícitas, consumo exagerado de bebidas alcoólicas e manter uma boa saúde mental. Além disso, a prática de atividades físicas regulares, nos proporciona a sensação de bem-estar após cada treino e ainda tem grande impacto na manutenção do peso corpóreo e forma física, o que deixa as pessoas mais satisfeitas com o próprio corpo, deixando-as mais dispostas e comprometidas em manter uma boa saúde cardiovascular”.
Dr. Daniel Bedran, médico ortopedista e cirurgião da coluna, explica que alguns cuidados são extremamente necessários para o início da prática da corrida. Nas corridas de rua, por se tratar de atividade de impacto e alta demanda funcional, necessita de alguns cuidados particulares para a prevenção de lesões ortopédicas. Essas lesões podem acometer as articulações dos pés, joelho, quadril e coluna vertebral, podendo ser desde quadros de tendinopatia, artrose, lesões das cartilagens (condropatia), hérnias de disco ou mesmo fraturas por estresse - sobrecarga. Para prevenir essas lesões, devemos iniciar a prática de modo gradual, evoluindo, lentamente, tanto na distância percorrida, quanto na velocidade do exercício. Treinos bem preparados por especialistas incluem dias de descanso, ou redução programada da atividade (seja em volume ou intensidade), de modo a prevenir possíveis lesões por excesso de treino”. O médico ressalva que o fortalecimento periarticular não pode ser esquecido, assim a musculatura com melhor tonificação e preparo permite um movimento de corrida mais harmonioso e menos traumático para as articulações, uma vez que a musculatura absorve os impactos provenientes da corrida. “Outro aspecto importante é a prática da corrida com a técnica adequada, a postura durante a corrida, o modo de iniciar e terminar a passada (evitando o impacto direto seja do calcâneo, ou dos metatarsais - ossos próximos dos dedos) bem como a cadência correta são fundamentais para a prevenção de lesões”.

SEM LEGENDA

Corredora há quatro anos, Denise Ulliam explica que a corrida trouxe a ela muito aprendizado. “Realmente vai muito além da saúde física e mental. Quando eu corro me sinto mais forte e desafiada a cada quilômetro. A sensasão do pós-corrida é indescritível, traz muita satisfação e alegria”.

Correr em família também é algo cada vez mais comum entre os rio-pretenses, casal de médicos, Dr. Francine de Mattias Sivieri e Dr. Thiago Sivieri. Eles procuram fazer as atividades esportivas sempre juntos e, muitas vezes, com os filhos. "Tentamos, ao máximo, estamos sempre juntos e correr, ou andar de bike é sempre muito divertido. Corremos há cerca de oito anos. É uma atividade que visa laser em famíla e faz muito bem em todos os sentidos. Hoje, além da corrida, também praticamos outras atividades complementares ao bem-estar, como pilates e musculação”, explica o casal.
SEM LEGENDA



Veja Também