Edição 142

Clique na imagem abaixo para folhear nossa revista



CURTA NOSSA PÁGINA

VOCÊ ESTÁ EM: HOME / SAÚDE /

Tratamento da Gordura na Dermatologia

Artigo/Dermatologia
Dr. Carlos Roberto Antonio
Foto: Ringo

Tratamento da Gordura na Dermatologia

A evolução a favor da estética e da beleza

SEM LEGENDADe modo geral, a medicina evolui em todos os setores. Dietas adequadas indicadas por nutricionistas, exercícios físicos supervisionados por profissionais de educação física e um desejo pessoal de ter uma saúde adequada e uma boa aparência conduzem o paciente a contribuir com uma educação alimentar e com o controle do peso.
A lipoaspiração sempre foi a alternativa mais fácil para a remoção de gordura. O Brasil é uma referência na área, devido aos competentes cirurgiões plásticos do país. Conforme o caso, ainda é uma excelente opção, já que, em uma sessão, remove os locais desejados.
Recentemente grandes investimentos da indústria e da tecnologia permitiram avanços vistos e sonhados apenas em filmes.
Inicialmente surgiu o laser lipólise, que se trata de um tratamento com anestesia local feito em ambiente laboratorial, sem necessidade de internação, ou aspiração de gordura. Em um pequeno orifício é introduzida uma pequena fibra óptica que derrete a gordura e, posteriormente, outra fibra de laser para firmar a pele. Em torno de 80 a 90% da gordura é derretida. Esse procedimento é indicado para pequenas áreas, em torno de 10 a 15 cm de diâmetro.
Posteriormente, máquinas baseadas em laser de diodo e radiofrequência surgiram para diminuir e esvaziar a célula de gordura. Esses tratamentos são indicados apenas para períodos de tempo curto, nos quais se deseja “entrar” em um vestido, ou vestir uma roupa para uma ocasião especial. Os efeitos duram pouco, em torno de quatro meses, e depois a célula volta a encher.
Recentemente foi lançada a criolipólise, que pode diminuir gorduras localizadas, mas é preciso atentar-se, pois existem aparelhos e marcas que não dão o resultado esperado.
Mas a maior novidade lançada foi o equipamento de radiofrequência de alta polaridade(“Vanquish®”), que cria um campo intenso de ondas de alta frequência, que aquecem a gordura e a quebram, gerando sua autodestruição (apoptose). Quatro sessões são necessárias, uma por semana. Os resultados começam a ser vistos no primeiro mês, porém são totalmente percebidos após o segundo mês. Em torno de 25 a 30% da gordura é destruída. Esse equipamento não encosta na pele e é praticamente indolor. O paciente pode voltar às atividades físicas imediatamente após o procedimento. E também não necessita estar no peso ideal.
Embora os avanços a favor da estética e da beleza sejam de extrema relevância, acreditamos que esse é apenas o início de uma revolução da medicina na gordura localizada e difusa. Sempre procuraremos deixar a região de São José do Rio Preto como referência na dermatologia.


Dr. Carlos Roberto Antonio - CRM 83817- RQE 39231- Clínica Pelle
Professor Responsável pela Cirurgia Dermatológica da FAMERP. Membro da Academia Americana de Dermatologia e Sociedade Brasileira de Dermatologia e Cirurgia Dermatológica.



Veja Também