Edição 142

Clique na imagem abaixo para folhear nossa revista



CURTA NOSSA PÁGINA

VOCÊ ESTÁ EM: HOME / SAÚDE /

Sorriso Gengival

 

Artigo/Odontologia
Dra. Alexandra Romero Angeloni - CROSP – 58.506

Sorriso Gengival

Procedimentos restauradores restabelecem as características anatômicas e as relações ideais entre os dentes e a gengiva

SEM LEGENDA

A definição de parâmetros e padrões estéticos na odontologia, bem como a satisfação do paciente frente a um tratamento estético, vem sendo bastante discutido atualmente por cirurgiões-dentistas de diferentes áreas. Um dos elementos importantes para o sorriso é o contorno gengival, visto que sua arquitetura influencia no tamanho dos dentes. Um desequilíbrio nesse conjunto pode levar a uma alteração localizada, unilateral, bilateral ou em todo contorno gengival, influenciando na estética.
Os pacientes que têm altura elevada das gengivas nos dentes anteriores, desfavorecendo o sorriso, que é caracterizado como um“sorriso gengival”, sentem um grande desconforto com a situação. Muitas vezes, isso leva até mesmo a dificuldades no convívio social, uma vez que essas pessoas passam a se sentir acanhadas e até inseguras, o que acaba também afetando a sua autoestima. Como caso conhecido, basta lembrar que a atriz Glória Pires tinha sorriso gengival de grau acentuado, como também as celebridades Wanessa Camargo, Bárbara Paz e Ronaldinho Gaúcho. Nessas situações, as cirurgias gengivais favorecem a adequada realização dos procedimentos restauradores, restabelecendo as características anatômicas e as relações ideais entre os dentes e a gengiva. Quando o paciente pretende colocar facetas de porcelanas com intuito de alongar os dentes, às vezes, só fazendo esse procedimento não é suficiente. Sendo necessário, abrir mão de procedimentos cirúrgicos. Podemos citar um desses: a gengivoplastia. Trata-se de uma cirurgia estética, que tem por objetivo o restabelecimento fisiológico do espaço biológico, permitindo que procedimentos restauradores sejam compatíveis com a saúde gengival. Nesse procedimento, o profissional da aérea removerá o excesso de gengiva, alongando os dentes. Após a cicatrização da gengiva, as facetas poderão ser colocadas. Com os dois procedimentos juntos, é possível conseguir um sorriso de estrelas, sem sorriso gengival, mas com dentes longos, brancos e alinhados.
Uma das aplicações mais comuns utilizadas na odontologia é o uso das toxinas botulínicas para a correção do sorriso gengival. Recorrer ao uso do “Botox” pode servir também para amenizar os efeitos da exposição exagerada de gengiva ao sorrir, além de ser uma opção para as pessoas que não querem se submeter aos procedimentos cirúrgicos, ou, ainda, para aquelas que apresentam um sorriso “torto”.
Outro fator estético importante é a gengiva em volta do implante. Com o passar dos anos, aprendemos que os implantes podem ser mais facilmente mantidos se houver uma quantidade adequada de gengiva. Esse tipo de gengiva é mais densa, rosada, firmemente aderida ao implante. No entanto, esse tipo de tecido é, muitas vezes, escasso ou inexistente.
Há também os enxertos de gengivais, que são realizados cirurgicamente, movendo a gengiva de alguma outra área, geralmente do céu da boca (palato), ou por meio da mobilização do tecido da gengiva de uma área adjacente e deslocando para a área necessitada.



Veja Também