Edição 130

Clique na imagem abaixo para folhear nossa revista



CURTA NOSSA PÁGINA

VOCÊ ESTÁ EM: HOME / SAÚDE /

Olheiras


SEM LEGENDA

Artigo
Dra. Claudia Dória Peron Rosa

Foto: Milton Flávio

Olheiras

Laser CO2

A área escura ao redor dos olhos, popularmente conhecida como olheiras, ou cientificamente como hiperpigmentação idiopática crônica da região periorbital, é uma alteração frequente. Seus portadores se sentem muito incomodados com sua presença, pois levam a uma aparência de “olhar triste e cansado”.
Sabe-se que alterações como a dificuldade da microcirculação das pálpebras, dificuldade de drenagem linfática do local e a hereditariedade são alguns dos fatores que levam ao seu aparecimento; assim como alergias, dificuldades respiratórias e má qualidade do sono.
A boa notícia é que seu tratamento tem sido cada vez mais alvo de estudos e pesquisas e, consequentemente, os resultados hoje são mais evidentes e satisfatórios.
A utilização do laser para o tratamento da olheira merece destaque. O laser de Erbium-YAG age na microcirculação e na estrutura da pele, provocando uma retração dos tecidos, clareando e deixando a pele do local mais firme. O laser de CO2 fracionado age também na reestruturação da pele local, melhorando muito sua aparência. Já o laser “Yag-Q-Switch” pixelado age diretamente na microcirculação e nas áreas de hipercromia das olheiras, clareando suavemente a área local sem agredir a pele. São inúmeros os protocolos de tratamentos que podem ser combinados com outros procedimentos para conseguir ainda melhores resultados. A utilização da luz intensa pulsada confere melhora suave, agindo na microcirculação e clareando discretamente a pele do local.
Em muitos casos, verifica-se também a presença de uma área de depressão de pele associada à olheira, o que leva a uma diferença de luminosidade local, contribuindo para seu agravamento, e que também pode e deve ser tratada com reposição de volume local a base de ácido hialurônico.
Os cremes e séruns a base de ativos específicos, como, por exemplo, haloxyl, matrixil, coffeeskin, retinol, entre outros que auxiliam na melhora da microcirculação, com ação drenante e clareadora das pálpebras são aliados importantes no uso diário do tratamento das olheiras.
Ainda pensando em rejuvenescer e valorizar a região dos olhos, tornando-a mais viva e desperta, deve-se examinar cuidadosamente toda a área que a cerca. Reposicionar volume em áreas deprimidas, com preenchimentos a base de ácido hialurônico, altamente purificado e absorvível, e paralisar temporariamente os músculos que levam aos sinais de expressão exacerbada com toxina botulínica tipo A.
Os cílios e as sobrancelhas tem papel importante nesse conjunto. Hoje existem medicações e dermocosméticos próprios para melhorar sua aparência, tratando, assim, todo o conjunto responsável pelo olhar.
Sendo assim, o tratamento das olheiras, isolado ou em conjunto com demais tratamentos, é um capítulo importante do rejuvenescimento e do tratamento da pele.


Dra. Cláudia Dória Peron Rosa CRM 83031
Membro da Sociedade Brasileira de Laser 




Veja Também